Homenagem ao Dia Internacional da Mulher

Por: Maria da Conceição Lima Melo Rolim , Vice-Diretora Geral e Assessora Jurídica da Faculdade Santa Terezinha – CEST

Nesta significativa data, congratulo-me com todas as mulheres e de forma especial as que compõe a diretoria, assessorias, coordenações,  docentes, discentes e administrativos da Faculdade Santa Terezinha – CEST, extensivo a mantenedora APAE de São Luís, cuja atuação contribui para o engrandecimento de nossa instituição, louvando suas conquistas em todas as áreas de atuação, pela sua importância e seu indispensável papel no seu trabalho, no ensino superior e na sociedade,  alvo de homenagens merecidas pois protagonistas da representatividade feminina por todas que lutaram e ainda lutam por direitos igualitários;

“Somos mulheres que fazemos a escalada da montanha da vida removendo pedras e plantando flores”

                      Somos a ternura, a fé, a determinação, estes nossos instrumentos naturais para vencermos nossa luta, que não bastam por si, mas essencial que sejam criados mecanismos para garantir nosso direito de igualdade;

                      Emoção de hoje que nos faz lembrar do nosso poeta e compositor Milton Nascimento, quando nos promove em sua melodia: “Maria é um dom, certa magia, uma força que nos alerta, uma mulher que merece viver e amar, como outra qualquer do planeta.

                     Nós realmente merecemos homenagens não apenas no dia 8 de março, se bem que a data marca a brutal violenta sofrida, pelas 129 mulheres americanas foram queimadas vivas, em Nova York, apenas por reivindicarem melhores condições de trabalho;

                    Dia importantíssimo e que nos convida a reflexão da nossa força, que nos últimos tempos contabilizamos grandes desafios para consolidação dos nossos direitos postergados em face da vastidão dos fenômenos de exclusão a que fomos e somos ainda submetidas;

 Tivemos conquistas :

Direito ao voto, atividade política, acesso à universidade, ao mercado de trabalho, a igualdades de direito na legislação civil, mas que convivem contraditoriamente com aviltamentos, pois ainda permanecem muitas discriminações e agressões nesta eficácia;

Mas nossa capacidade de luta, de organização, de denúncia reivindica um mundo mais fraterno onde devem caminhar homens e mulheres para uma cultura igualitária;

Envio meu respeito e sentimento a mulheres que construíram e estão construindo o caminho da democracia. Vamos as lutas que ainda faltam para serem vencidas no brasil e no mundo.

Ao fazermos com competência nosso trabalho, nós mulheres construímos novos caminhos para conquistas. Que a Lei Maria da Penha represente não só o fim da impunidade, mas também da violência contra a mulher do nosso país;

Que tenhamos sempre este 8 de março como motivo constante de nossa inspiração, sobretudo porque alimenta o sonho de viver uma sociedade onde a mulher saia da vala da opressão e ocupe com dignidade seu lugar na história;        

Somente haverá democracia com a mulher participando, decidindo e construindo juntos;

Enfim, somos riqueza humana, fortaleza moral e comovente bravura que inspiramos e encorajamos a todas nas lutas que nos dispomos a empreender, conscientes da nossa presença na memória das lutas destes pais;

Temos nossa identidade própria, sorrimos por dias melhores na construção de novos caminhos. Parabéns a todas nós na construção das flores. Devemos com nosso labor continuar construindo o caminho da democracia, da igualdade, justiça e paz.

Parabéns pela bravura e eficiência no desenvolvimento de nossa instituição e da sociedade.

Maria da Conceição Lima Melo Rolim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *